Por: Weslen Máximo

 

Ouça a matéria. Clique Aqui! 

 

Na manhã de quarta-feira (1), 140 alunos de quatro escolas de Casa Branca (SP), participaram de um momento diferente das aulas tradicionais. Em visita à empresa de tratores e máquinas agrícolas, TerraVerde, as crianças de 11 a 12 anos, se divertiram com gincanas e brincadeiras; comeram lanche especial; e ainda conheceram os tratores.

 

Os alunos fazem parte do Programa Educacional de Resistência às Drogas, o Proerd. A responsável por ensinar a garotada sobre o mal que as drogas fazem, é a policial militar, cabo Renata Silva. Segundo ela, são 10 aulas por semana com duração de 50 minutos, cada. No fim do curso, os alunos fazem uma redação sobre o que aprenderam com o programa, recebem o certificado na formatura e a melhor redação ainda ganha uma medalha da Polícia Militar. O conteúdo da disciplina é claro e objetivo. “Nós tratamos com as crianças a respeito da prevenção às drogas, às conseqüências... Falamos sobre bullying, pressão dos colegas... É um curso muito interessante, um curso que com certeza, eles vão levar para a vida”, explicou a policial.

 

E os alunos, será que eles aprenderam a dizer não as drogas? Laís Garcia, da escola Interação, conta o que aprendeu. “Não fumar, não cometer bullying com os amigos... Essas coisas”, disse.

 

“Ah! Não pode mexer com drogas. Não pode cometer bullying com outras pessoas, sendo que você não quer que façam com você”, explicou o aluno Vinícius Inácio, do Colégio COC.

 

Já a professora Andréia Constantino revela que o programa surte efeito instantaneamente na vida das crianças e de suas famílias. “Tiveram pais que foram relatar pra gente que o filho não ta deixando fumar dentro de casa por causa do Proerd”, comentou. 

 

A TerraVerde é a patrocinadora do programa em Casa Branca. A responsável pelo marketing da empresa, Ana Luiza, diz que é uma honra para a empresa apoiar esse projeto. “A gente acredita muito no resultado e nos frutos que essas crianças vão colher no futuro”, destacou.