Por: Weslen Máximo 

 

Antes da partida, os jogadores de Casa Branca estavam confiantes para enfrentar Caconde, na casa do adversário, na estréia da Taça EPTV de Futsal 2018. Nesta terça-feira (2), os comandados do técnico Gustavo Dinho sabiam que era o jogo decisivo para avançar à próxima fase da competição.

 

Porém, Casa Branca só entrou em quadra no segundo tempo. Na verdade, jogou o primeiro, mas parecia que os jogadores não estavam “ligados” na partida. A exceção foi o goleiro Helton Tubaka, que fez pelo menos quatro grandes defesas.

 

Mesmo com os milagres, Tubaka não conseguiu evitar os 4 gols de Caconde no primeiro tempo. Eduardo Lopes com dois gols, Maurício e o goleiro Jonathan (de falta), marcaram para os donos da casa. “Nossa equipe entrou com uma proposta de jogo com o objetivo de marcar em cima. Infelizmente, no primeiro gol saí numa jogada e errei. Acontece. Mas o nosso time desestabilizou”, disse o goleiro casa-branquense.

 

Casa Branca não conseguiu criar jogadas e os jogadores ficaram presos na forte marcação adversária, que deixou apenas passar uma finalização de longa distância, na qual o goleiro Jonathan fez uma boa defesa.

 

Reação

Na segunda etapa, o time teve que reagir. Dinho fez mudanças na forma de jogar e em suas peças na quadra. A equipe voltou com outra postura. Parece que a conversa no vestiário surtiu efeito.

 

No primeiro minuto, Gabriel avançou pela direita e bateu pro gol. Jonathan defendeu. Porém, aos 4min, de novo Gabriel, agora pela esquerda, chutou no cantinho direito do goleiro. Uma bola não tão forte, mas com endereço. 4 a 1.

 

No segundo tempo, Casa Branca pressionou os adversários e criou ótimas chances de gol. Mas Caconde tinha o contra-ataque a seu favor. Em 5min, foram três grandes oportunidades para ampliar. Mais uma vez, Tubaka estava lá para evitar uma maior goleada.

 

Com o tempo passando e Caconde segurando o placar, Dinho não teve escolha e colocou um goleiro linha. A tática era atacar com os cinco jogadores. Até funcionou parcialmente, pois o time aumentou a posse de bola e teve boas finalizações. Só que essa tática tem um preço: com goleiro linha, o gol fica desprotegido e qualquer contra-ataque adversário, vira chance clara de gol. Foi o que aconteceu. Casa Branca perdeu a bola no ataque, Maurício e o goleiro Jonathan, não perdoaram e, de longe, chutaram para marcar mais dois.

 

Final de jogo: Caconde 6 x 1 Casa Branca.

 

“O nosso time não jogou o que tinha que jogar. Tinha que jogar uma partida mais organizada e não foi bem. Caconde jogou em casa, usou o fator casa e mereceu sair com a vitória. O nosso time tinha que ser um pouco mais maduro, tentar ficar com a bola... A marcação nossa foi muito fraca hoje e perdemos”, disse o treinador Gustavo Dinho.

 

Com dois gols na partida, o camisa 6 de Caconde, Mauricio, contou a tática utilizada para vencer. “A conversa no vestiário antes de começar o jogo foi [utilizar] a favor o mando de casa. Jogando em casa, a gente tinha que pressionar o time dos caras lá em cima; pressão a todo o momento e atenção. Pudemos fazer uma bela partida taticamente e construir um belo placar”, contou.

 

Situação

 

Com o resultado negativo desta terça-feira, agora Casa Branca precisa vencer Santa Cruz das Palmeiras, atual campeão do torneio, e torcer para os palmeirenses não vencerem Caconde.

 

A próxima partida será na quinta-feira (5) em Santa Rita do Passa Quatro.