Nos tempos em que o clube completa 60 anos, o Guará ganhou um presente para se fazer muita festa. Neste domingo (22), no Estádio Municipal do Mogiana, a equipe venceu a ADPM e conquistou o título do Campeonato Municipal de Futebol Amador 2016.

O jogo

O primeiro tempo começou com o Guará no ataque. Logo aos 2’ de jogo, o zagueiro Emerson recebeu um cruzamento, e de cabeça mandou para o gol. Lobo 1 a 0. A ADPM sentiu o gol e na primeira etapa não criou. O goleiro Matheus Assis (Guará) apenas assistiu a partida.

Em um jogo de ataque contra defesa, o Guará perdeu boas oportunidades de ampliar o placar. Aos 9’, os lobos quase marcaram com o camisa 10, Tevir, que mandou uma bomba de fora da área e a bola passou por cima do gol, levando perigo ao goleiro Coli (ADPM).

E aos 16’, o goleirão da ADPM sentiu uma lesão no joelho e teve que ser substituído. Mas a equipe não tinha um reserva no banco. Renato, que é o titular do time, não tinha chegado para a partida, porém seu nome constava na ficha de jogo. Sem goleiro, o técnico Chagas teve que improvisar um jogador de linha. Paulinho foi o escolhido.

No minuto 31’ da partida, uma chance inacreditável desperdiçada pelo camisa 9 do Guará, Dedé. Ele recebeu um cruzamento na área e sozinho, de frente para o gol, mandou para fora.

Aos 38’, confusão na área da ADPM. O zagueiro Emerson, autor do único gol até então, foi expulso junto com o volante Willian (ADPM). Os dois se desentenderam e foram para o chuveiro mais cedo.

E no último minuto do tempo regulamentar da primeira etapa. Falta para o Guará na entrada da grande área. Tevir foi para a bola e mandou no cantinho. O goleiro, improvisado, Paulinho, se jogou no chão para fazer a defesa, que garantiu o 1 a 0 nos primeiros 45’.

Já no segundo tempo, o goleiro Renato chegou para a partida e entrou no lugar de Paulinho. A ADPM ficou mais confiante e partiu para cima do Guará. Teve algumas oportunidades, mas continuava sem levar perigo para o arqueiro adversário.

A partir daí, o Guará começou a apostar no contra-ataque. Aos 8’, o lateral Abner, muito elogiado por seus companheiros, recebeu em profundidade dentro da área e bateu. A bola passou perto do ângulo e foi para fora.

Aos 10’, o técnico do Guará, Marcelo, foi expulso pela arbitragem por reclamação.

O segundo tempo não foi de muitas oportunidades como aconteceu na primeira etapa. O lance mais perigoso foi aos 29’, quando o camisa 7 do Guará, Ruan, pegou a bola na entrada da área, cortou o zagueiro e chutou de canhota no contra-pé do goleiro. Renato se esticou todo para defender com a mão esquerda e depois ela bater no travessão e ser afastada pela zaga.

Aos 35’. Dedé, que já tinha desperdiçado uma chance incrível no primeiro tempo, se consagrou. Ele recebeu a bola e chutou rasteiro no canto direito de Renato. 2 a 0 para o Guará.

E logo na sequencia, novamente Dedé, recebendo um passe, de frente para o gol teve calma para escolher o canto onde iria bater. Ele preferiu colocar no ângulo esquerdo do goleiro. Um golaço no Mogiana para a alegria dos torcedores. 3 a 0.

E na última oportunidade da partida, aos 42’, Robinho, que tinha acabado de entrar, puxou um contra-ataque para o Guará e já dentro da área, tocou para Alan, na marca do pênalti. O jogador chutou rasteiro no canto direito do goleiro e a bola raspou a trave e foi para fora. Fim de jogo. Guará 3 x 0 ADPM.

Festa

Em menos de cinco minutos, Dedé fez dois gols e garantiu o título para o Guará.

- A partida foi muito boa e graças a Deus com duas jogadas de fundo do Ruan para mim, tive a consciência de olhar a posição do goleiro e tirar dele. Fomos o melhor time do campeonato em campo, disse o atacante Dedé.

Os jogadores comemoraram o título em homenagem a um ídolo do Guará, Dinho.

- Quero agradecer a Deus e a um cara que fez muita coisa para nós, o Dinho. Esse título aqui, nós dedicamos a ele, disse o meia Tevir.

ADPM

O técnico Chagas diz que o time sentiu a falta de seu goleiro e que os adversários mereceram o título.

- O time sentiu a entrada sem o goleiro titular, que é um dos jogadores importantes da equipe. E eles foram melhores nos 90 minutos. Mas ano que vem tem mais. Dessa vez eles levaram vantagem e mereceram ser campeões, argumentou o técnico Chagas.

Rivalidade

ADPM e Guará decidiram o Campeonato Municipal nos últimos três anos consecutivos. Até esta decisão, o placar estava em 1 a 1. Com o título do Guará, os lobos saem na frente da ADPM.