Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Política

Vereadores criticam novo portal da cidade e criam Semana Geraldo Meirelles

Vereadores criticam novo portal da cidade e criam Semana Geraldo Meirelles

Por: Weslen Máximo    Ouça a reportagem com as entrevistas. Clique Aqui!    Com apenas seis expectadores, a 18ª sessão ordinária da Câmara de Casa Branca (SP) trouxe diversos assuntos na noite desta terça-feira (17). E foi demorada. Cerca de 2h30min de duração.   Na ordem do dia, os vereadores aprovaram vários assuntos em discussão única e enviaram como anteprojeto ao executivo.   Destaques para: aprovação da abertura de crédito adicional suplementar, solicitado pelo prefeito, no valor de R$ 4,43 milhões; e a criação da “Semana Geraldo Meirelles”, a ser comemorada no mês de junho, em homenagem ao casa-branquense, considerado o “marechal” da música sertaneja.   Pórticos Durante os trabalhos, os vereadores comentaram sobre o pórtico que está sendo finalizado em uma das entradas da cidade. Nas Redes Sociais, o monumento que dará as boas-vindas aos motoristas que entram em Casa Branca sofreu diversas críticas, pois para muitos, está feio. (Veja as fotos no final da matéria)   “Poderiam ter feito desenhos de jabuticaba, algo diferente para que chamasse realmente a atenção porque esse portal não vai chamar a atenção de ninguém”, disse o vereador Marcelo Galante.   “Ô portalzinho feio...”, opinou Jacaré, revelando que em conversa com o prefeito Marco Cesar, disse que o dinheiro gasto no pórtico foi de R$ 196 mil.   Já o vereador Rogério Mendes, lembrou que o projeto para o pórtico foi aprovado numa gestão passada pela própria Câmara.   Presidente Minhoka Um fato curioso foi a ausência do presidente Dr. Alberto Zogbi Filho, que ficou preso no trânsito de São Paulo e não chegou a tempo para a sessão de ontem. Com isso, quem assumiu o posto foi o suplente Minhoka, que ganhou elogios dos colegas por conduzir os trabalhos corretamente. Foi a primeira vez que o vereador presidiu uma sessão. “Pra mim foi uma honra poder estar à frente desses companheiros aqui, que tão lutando bastante pra gente ter o nosso município em condições boas para se viver”, contou Minhoka.   Questionado sobre uma possível titularidade como presidente da Câmara, já que há possibilidade do prefeito Marco Cesar ser cassado em 2ª instância pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) por irregularidades durante as eleições 2016, Minhoka diz que está preparado, mas espera que isso não aconteça.   Caso MC seja cassado, ele deixa a prefeitura e o atual presidente da Câmara, Dr. Alberto Zogbi Filho, assume o executivo até novas eleições e, Minhoka se torna o presidente do legislativo no município.   Pró-infância Um assunto que voltou a ser discutido no plenário é a escolinha pró-infância, da Chácara Boa Vista. A oposição acompanha as obras e fez um requerimento para obter informações.   Segundo Rogério Mendes, foi pedido pelo prefeito um crédito adicional suplementar, já aprovado na Casa, para que uma parte do montante (R$ 500 mil) seja para as obras da escolinha.   Minhoka, que é da bancada do prefeito, revela que questionou Marco Cesar sobre as obras e que elas estão em andamento, mas em um ritmo lento.   Ele não soube informar a data de entrega do prédio.   Preocupação No meio da sessão, Rogério Mendes chamou a atenção dos colegas e dos expectadores, dizendo que recebeu a informação de que uma criança teria morrido no hospital de Casa Branca. A notícia espantou todos os presentes.   À Difusora, o vereador revelou que o fato teria acontecido no final de setembro. Ele ainda contou que não sabe se é verdade. Por isso, solicitou à comissão de finanças que apure o caso.   Questionada pela reportagem, a assessoria de imprensa da prefeitura informou que apurou a informação do vereador e que a mesma não procede, ou seja, não é verdadeira.   Últimas Sessões Após os trabalhos desta terça-feira, restam apenas três sessões ordinárias para encerrar as atividades do legislativo em 2017. É possível que os vereadores ainda tenham sessões extraordinárias, mas isso não está confirmado.   A próxima sessão ordinária está marcada para o dia 7 de novembro.
Casa Branca: previsão orçamentária para exercício de 2018 é de R$ 85 milhões

Casa Branca: previsão orçamentária para exercício de 2018 é de R$ 85 milhões

Por: Weslen Máximo    Ouça a reportagem. Clique Aqui!   O prefeito Marco Cesar, de Casa Branca (SP), enviou à Câmara a previsão orçamentária para o exercício de 2018. São R$ 85 milhões. O assunto entrou na pauta da 17ª sessão ordinária, realizada na noite desta terça-feira (3).   Esse valor orçado para o próximo ano será dividido em 14 setores: Legislativo – R$ 2.400.000,00   Administração – R$ 17.416.000,00   Assistência Social – R$ 3.045.000,00   Saúde – R$ 19.093.000,00   Educação – R$ 23.656.000,00   Cultura – R$ 1.187.000,00   Urbanismo – R$ 10.032.000,00   Habitação – R 1.000,00   Saneamento – R$ 4.175.000,00   Agricultura – R$ 485.000,00   Transporte – R$ 985.000,00   Desporto e Lazer – 1.070.000,00   Encargos Especiais – 1.450.000,00   Reserva de Contingência – 5.000,00   A prefeitura ainda pode receber mais dinheiro em casos de emendas, por exemplo.    Foi feita a leitura na Câmara e enviada às comissões.    Prosseguindo a sessão, o prefeito Marco Cesar solicitou abertura de crédito adicional suplementar no valor de R$ 1.433.000,00, que será usado em: obra de infra-estrutura urbana, pavimentação, reforma de praças, entre outros.   O assunto também foi enviado às comissões.   O vereador Marcus Azevedo solicitou ao governador do estado e reitores das universidades públicas de São Paulo, a possibilidade de instalar um campus em Casa Branca. Segundo ele, é difícil conseguir um pólo aqui, mas seria uma boa oportunidade para a região. “Fiz esses requerimentos para várias faculdades para que eles possam estar atentos para o nosso município também”, disse.   Marcus reconhece que não será fácil, mas que é possível. Segundo ele, uma universidade traria muitos benefícios para a cidade, seguindo os passos das instituições em São João da Boa Vista (SP), por exemplo.   Na ordem do dia, todos os temas foram aprovados em 2ª discussão.   Destaque para: Criação do Programa Educativo “Pequeno Agricultor Sustentável” nas escolas públicas municipais;   Inclusão dos servidores ocupantes do emprego público de pajens no Quadro dos Servidores de Apoio à Educação;   Agendamento telefônico de consultas médicas para pacientes com deficiência ou idosos, previamente cadastrados nas unidades básicas de saúde;   E oficialização do Encontro de Gaioleiros no dia 7 de setembro.   A próxima sessão ordinária está marcada para 17 de outubro.