Por: Weslen Máximo 

 

Em entrevista na última sexta-feira (5) à Rádio Difusora, o deputado estadual Luiz Fernando Teixeira (PT), falou sobre sua visita a Casa Branca (SP), cidade em que foi vereador entre 1989 e 1992; também comentou o julgamento do ex-presidente Lula, marcado para o dia 24 de janeiro; e ainda criticou ações do governo do PSDB.

 

O deputado também destacou que uma de suas lutas é impedir a diminuição de categoria do fórum de Casa Branca. “Nós estamos segurando esse projeto, não permitindo que ele seja votado”, disse.

 

Existe um projeto na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP), que pretende diminuir a importância do fórum da cidade perante o judiciário. De acordo com o político, ele negocia e segura a votação a pedido da OAB.

 

Teixeira explicou que se diminuída a categoria, os processos iriam para Mococa (SP), ou seja, os advogados da cidade teriam que ir a Mococa para realizar os trabalhos que atualmente são feitos em Casa Branca.

 

“Não podemos permitir que os políticos levem daqui mais isso, né? Tiraram daqui todas as nossas delegacias. Tiraram delegacia de ensino, delegacia agrícola... Todas as nossas importâncias políticas”, disse.

 

Santa Casa

O político disse que destinou duas verbas à Santa Casa no total de R$ 200 mil. Porém, ainda não foi possível entregar esse dinheiro. Segundo o deputado, problemas na prestação de contas pela prefeitura, interventora da Santa Casa, impede o recebimento.  

 

A Rádio Difusora entrou em contato com a prefeitura de Casa Branca, que comunicou o motivo do problema. Segundo o órgão, a emenda parlamentar de 2016 no valor de R$ 200 mil ainda não foi recebida, “pois a gestão anterior não realizou as prestações de contas do exercício de 2014 e 2015”. E que estão em processo de finalização “as prestações para estar de acordo com as normas de um governo transparente que cumpre com a Legislação”.

 

Ainda comunicou que as informações da Diretoria Estadual de Saúde são de que ao finalizar as prestações, a emenda será recebida.

 

Lula

No caso do julgamento de Lula, Teixeira acredita que o ex-presidente é inocente e crê que se a justiça for feita, Lula não será condenado em 2ª instância. Ele também revelou que estará presente em Porto Alegre (RS), local do julgamento, nas manifestações pró-Lula.

 

“Não existe uma única prova de que o Lula é dono daquele tríplex. Só o juiz [Sérgio] Moro que vê condenação para o Lula. Agora, ta indo ser julgado, dia 24, de uma forma ímpar. Nunca um processo correu tanto como ta correndo.  Por que o grande medo desse povo sabe o que é? É o Lula ser candidato. Porque se ele for candidato, ele será presidente!”, afirmou Teixeira.

 

O deputado também deixou sua opinião sobre os pré-candidatos à presidência da república Marina Silva, Bolsonaro e Geraldo Alckmin.

 

Para finalizar, também anunciou ser pré-canditato a reelição como deputado estadual. 

 

Ainda participou da entrevista o político e ex-vereador de Casa Branca, Carlinhos Santa Rosa (PT).

 

Confira a entrevista na íntegra, exibida na sexta-feira (5), no Jornal da Difusora, apresentado pelo jornalista Weslen Máximo.

 

Ouça clicando aqui: Parte 1 | Parte 2