Antes de morar em Casa Branca, ex-jogador enfrentou Neymar, jogou com Tevez e foi treinado por Jorge Jesus

05/03/2021

02:08:48 PM

Esporte

Por: Weslen Máximo



André Leone marca Tevez em treino do Corinthians (Foto: Gazeta Press)

Com passagens por Corinthians, Goiás, Guarani, Vasco, Cruzeiro, entre outros clubes brasileiros e internacionais, o ex-zagueiro André Leone concedeu entrevista ao Jornal da Difusora nesta sexta-feira (30) e falou sobre sua carreira no futebol, a experiência de jogar na Europa e ser treinado por Jorge Jesus, que é a inspiração para seguir na mesma profissão do “mister”.

Nascido na capital paulista, aos dois anos mudou-se para Vargem Grande do Sul e atualmente mora em Casa Branca (SP). Foi revelado como profissional pelo União Barbarense, mesmo time que encerrou a carreira em 2015, após lesões. Aos 42 anos, estuda para ser treinador profissional e construir uma nova carreira.

André Leone tem o desejo de ser técnico desde 2005. "Comecei fazendo relatórios anuais dos treinadores e elencos. Quando encontrei o Jorge Jesus quase rasguei tudo porque foi aí que aprendi mesmo”, disse. Ao lado do treinador Vadão, o português é quase completo para o ex-zagueiro.

Tudo que Jorge Jesus fez no Flamengo não foi surpresa para Leone. Em sua passagem de duas temporadas pelo Braga (Portugal), o português foi seu treinador, conquistando vice-campeonatos por lá. “Naquela época ele já era bem diferente”, comentou.


André Leone em partida pelo Braga de Portugal, quando foi treinado por Jorge Jesus (Foto: Internet) 

Além de Portugal, o brasileiro teve passagens por times da Itália, como o Vicenza, onde jogou a primeira divisão e enfrentou grandes nomes do futebol italiano e mundial.

Mas foi na “velha bota”, ainda no início da carreira que o então jogador sofreu um duro golpe. Descobriu que seu passaporte era falso e sofreu punição da FIFA, sendo suspenso por um ano do futebol profissional. “Esse passaporte o Dida teve, o Recoba, Veron... Muita gente adquiriu esse passaporte”, disse.

Depois de cumprir a suspensão, Leone voltou ao Brasil e jogou no Ituano, Vasco, Cruzeiro e Goiás. Esse último chegou a ser um dos melhores zagueiros do Campeonato Brasileiro Série A, ganhando a “Bola de Prata”.

Em 2006, foi transferido para o Corinthians, que tinha um elenco cheio de estrelas, como Tevez, Nilmar, Mascherano, Roger e Carlos Alberto. No timão teve pouca oportunidade e até desentendimento com o treinador. Mas tinha boa relação com os companheiros, inclusive os argentinos. Me dava bem com eles, o Tevez principalmente. Já o Mascherano era mais calado, mas que jogador! Foi um dos melhores meio-campistas que joguei”, contou.


André Leone, Mascherano e Betão no treino (Foto: Gazeta Press)


Em 2012, chegou com o Guarani na final do Paulistão contra o Santos de Neymar, Ganso e cia. O bugre perdeu o título. Sobre jogar contra o camisa 10 da seleção brasileira, que na época ainda era um menino, André Leone disparou dizendo que Neymar é o atacante que mais deu trabalho para marcar. “É fora de série, daqueles que pensam fora da casinha. O que ele pensa o pé faz”.


André Leone marcando Neymar na final do Paulistão 2012 (Foto: Internet)

Além de prêmios individuais, o ex-zagueiro coleciona títulos estaduais e nacionais, como o Campeonato Mineiro e o Brasileirão Série C, respectivamente.

Veja o bate-papo com André Leone:  

Compartilhe